Cartão Refeição:
Vantagens e Desvantagens

Vantagens e Desvantagens do Cartão Refeição.png

O cartão refeição funciona como um cartão de débito pré-pago, que substitui o pagamento do subsídio de alimentação em numerário. Tem vantagens fiscais para as empresas e para os colaboradores, e qualquer funcionário, incluindo o sócio-gerente, pode optar por esta modalidade de pagamento.

 

Vantagens para o trabalhador:

  • Se o valor do subsídio de refeição for pago em cartão e este valor foi inferior ou igual a 7,63€, fica isento de IRS e TSU (Taxa Social Única). Ou seja, a margem de isenção é mais larga em relação ao pagamento em dinheiro (4,77€), oferecendo ao trabalhador uma maior poupança fiscal.

Vantagens para a empresa:

  • As empresas também beneficiam da isenção de TSU, permitindo uma redução da tributação de até 2,56€ por colaborador, ao dia. Numa perspetiva de análise anual, é uma modalidade que permite mitigar a carga fiscal das empresas.

  • Para além disso, em certos casos, as empresas não pagam quaisquer comissões de disponibilização do cartão;

  • Mesmo havendo lugar ao pagamento de uma anuidade, esse valor pode ser recuperado, de modo geral, pelas empresas no primeiro mês de utilização.

Desvantagens:

  • A necessidade de existência de acordo entre o estabelecimento e o emissor do cartão, para se puder utilizar o valor do mesmo;

  • Não é possível levantar dinheiro numa caixa multibanco com o cartão refeição, sendo este um título social.